Prevenção ao suicídio: esgotamento no trabalho é sinal de alerta

Por Mauro Menezes & Advogados - Assessoria de Imprensa ∙ 27 de setembro de 2018

O trabalhador passa um terço da vida no trabalho. Existem casos em que a competição excessiva, a cobrança de metas abusivas e a imposição de cargas horárias elevadas colocam em risco a saúde do trabalhador. De acordo com o Ministério da Saúde, não existe uma “receita” para detectar seguramente quando uma pessoa está vivenciando uma crise suicida, nem se tem algum tipo de tendência. Entretanto, um indivíduo em sofrimento pode dar certos sinais, que devem chamar a atenção de seus familiares, amigos próximos e até colegas de trabalho.

Os sintomas, ainda que silenciosos, podem ser identificados. Desinteresse pelas atividades que sempre foram prazerosas, sentimento de inutilidade e de culpa, cansaço extremo, irritabilidade, dificuldade de concentração e de tomar decisões, e até mesmo falta de higiene com o próprio corpo, são comportamentos de alerta. A pessoa tende também a achar que é um fardo para seus amigos e sua família, pode ter baixa qualidade de sono e, ainda, perder ou ganhar peso.

Centro de Valorização da Vida – CVV

O CVV – Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntariamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo, por telefone, e-mail, chat e voip 24 horas todos os dias. A ligação para o CVV em parceria com o SUS, por meio do número 188, é gratuita a partir de qualquer linha telefônica fixa ou celular. Para conhecer e saber mais, acesse: www.cvv.org.br

Fontes: Rádio Agência Nacional e Portal MS