Comandante do exército omite da sua agenda nomes de magistrados e políticos

Por Mauro Menezes & Advogados - Assessoria de Imprensa ∙ 14 de outubro de 2020
O advogado Mauro Menezes, Diretor-Geral de Mauro Menezes & Advogados, comenta a resolução nº11 da Comissão de Ética Pública e a omissão de encontros na agenda do comandante do exército.

Hoje (14/10), a Coluna de Rubens Valente, no Portal UOL, noticia que o Comandante do Exército, Edson Leal Pujol, tem omitido nomes de juízes, parlamentares, empresários, diplomatas e outros agentes públicos de sua agenda pública de compromissos. A prática contraria a resolução nº 11, de dezembro de 2017, da CEP (Comissão de Ética Pública), órgão da Presidência da República que regula e orienta a divulgação de compromissos públicos.

Mauro Menezes, advogado e Diretor-Geral de Mauro Menezes & Advogados, ex-presidente da CEP e autor da resolução nº 11, em entrevista ao UOL, considera que há risco de “um efeito demonstrativo”, com casos iguais passando a ocorrer no Comando do Exercito, o que ajudaria a deteriorar uma prática administrativa e transparente essencial para a República.

Confira aqui a Coluna completa.

Iniciar conversa
1
Entre em contato
Olá! Seja bem-vinda(o) ao nosso canal de comunicação por WhatsApp. Envie sua solicitação e em breve lhe responderemos.
Powered by