OIT pede que saúde seja mais valorizada no ambiente de trabalho

Por Mauro Menezes & Advogados - Assessoria de Imprensa ∙ 06 de fevereiro de 2019

A Comissão Global da Organização Internacional de Saúde (OIT) sobre o Futuro do Trabalho solicitou mudanças fundamentais nas formas de se trabalhar em meio a uma nova onda de globalização, rápido desenvolvimento tecnológico, transição demográfica e mudança climática, segundo relatório publicado no final de janeiro.

Segundo a comissão, essas mudanças exigem que a saúde seja mais valorizada nos ambientes de trabalho. Todas e todos têm direito à saúde, que é definida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como um estado de completo bem-estar físico e mental e não apenas a mera ausência de doenças. Os trabalhadores também têm o direito aos cuidados de saúde o mais próximo possível dos locais onde vivem e trabalham.

Em 2018, a OMS e a OIT estabeleceram uma coalizão global sobre segurança e saúde ocupacional como iniciativa de múltiplos parceiros de agências internacionais e nacionais. O objetivo é criar soluções comuns para os desafios da saúde e segurança no trabalho e estimular ações conjuntas dos setores de saúde e trabalho nos países.

Fonte: OIT