Desmatamento na Amazônia cresce 85% em 2019

Por Mauro Menezes & Advogados - Assessoria de Imprensa ∙ 29 de janeiro de 2020

O maior bioma do mundo está sendo devastado. A floresta que ocupa quase metade do território nacional brasileiro sofreu um desmatamento 85% maior do que no ano anterior. Em 2019, foram 9.165,6 quilômetros quadrados perdidos, o maior avanço nos últimos cinco anos.

A floresta Amazônica enfrentou, ainda, um aumento de 30% nas queimadas, registrando 89.178 focos no último ano contra 68.345 em 2018, ano em que o mundo assistiu inquieto a floresta arder. O bioma, localizado 60% dentro do Brasil, libera 20% do oxigênio que circula pelo planeta, graças à ação de suas árvores, que absorvem anualmente cerca de 2 bilhões de toneladas de dióxido de carbono.

Os dados alarmantes foram divulgados na última terça-feira, 14 de janeiro, pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). A tendência de alta já havia sido apontada pelo Sistema de Detecção do Desmatamento na Amazônia Legal em Tempo Real (Deter), do instituto, que em 2018 havia emitido um alerta ao constatar desmate em uma área de 4.219,3 quilômetros quadrados.